Caminhoneiros bloqueiam rodovias em 13 estados do país

Um dia depois das manifestações de sete de setembro contarem com apoio dos caminhoneiros apoiados pelo agronegócio, as estradas brasileiras começam a aparecer bloqueadas por parte destes manifestantes. Vias de pelo menos 13 estados estariam fechadas, em mais de uma centena de bloqueios, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Apesar da paralisação, a classe de caminhoneiros aparenta estar dividida em relação ao tema. O bloqueio deve causar o desabastecimento de itens básicos em todo o país, tal como aconteceu em 2018, quando outra greve que durou semanas causou desabastecimento e influenciou diretamente na inflação daquele ano.

A manobra conta com o apoio de representantes de empresas e entidades ligadas ao agro fiéis a Jair Bolsonaro, o que poderia indicar a formação não de greve ou paralisação, mas sim de locaute. A prática, quando praticada pelo empregador do grevista, é considerada ilegal pela Lei que regulamenta as greves no Brasil, e pode ser punida com prisão.

Nesta quarta-feira (8), senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), junto dos deputados Felipe Rigoni (PSB-ES) e Tabata Amaral (sem partido-SP), cobraram do Ministério da Justiça uma posição sobre o bloqueio de rodovias, antes e depois das manifestações depois do sete de setembro.

No ofício, os parlamentares questionaram o Ministério da Justiça, ao qual está subordinada a PRF, sobre "quais ações têm sido tomadas e se estão sendo adotadas de modo eficiente e tempestivo para liberar o fluxo nas estradas afetadas".


> Policiais querem regime jurídico próprio na reforma administrativa
> “Fechem tudo, não passa mais nada”, ameaça o caminhoneiro foragido Zé Trovão

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo