Vacina da Pfizer será produzida em laboratório da Eurofarma no Brasil

A vacina contra a covid-19 fabricada pela Pfizer/BioNTech será produzida no Brasil em parceria com o laboratório Eurofarma a partir de 2022, conforme anunciou a farmacêutica nesta quinta-feira (26).

A produção brasileira do imunizante não inclui o processo de fabricação do RNA que compõe a vacina, este continuará sendo produzido nos EUA e importado para o Brasil. A Eurofarma planeja a entrega de 100 milhões de doses por ano, que também serão distribuídas para toda a América Latina.

Atualmente, as vacinas da Pfizer que chegam ao Brasil são trazidas de avião de Miami, nos EUA, e entregues em Campinas, São Paulo. O Ministério da Saúde é o responsável pela distribuição do imunizante para os estados.

As três empresas assinaram uma carta de intenções, e afirmam que os protocolos de transferência técnica, de treinamento e produção serão iniciados "imediatamente". Apesar do anúncio, ainda não há acordo com o governo brasileiro para uma reserva de doses no país.

Albert Bourla, presidente da Pfizer, afirmou que a parceria "expande nossa cadeia de distribuição global para outra região, ajudando-nos a prover acesso justo e equilibrado à nossa vacina contra a covid-19".

> Brasil poderia ter bancado estudos da Pfizer, indica áudio entregue à CPI

> Ministério da Saúde descarta reduzir intervalo para segunda dose da Pfizer

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo