Ibaneis prorroga lockdown no DF, mas acena com possível reabertura

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), prorrogou nesta sexta-feira (19) as medidas restritivas e de lockdown em Brasília e nas cidades-satélites da capital. As medidas, que deveriam terminar na segunda-feira (22), serão mantidas por mais um semana, até o dia 29 de março.

Leia a íntegra do decreto:

Apesar da manutenção das restrições – que incluem um toque de recolher de 22h às 5h – o governador do DF passou a indicar a possibilidade de escalonar o retorno às atividades de setores diversos, em horários distintos para cada um: caso o plano seja mantido, a partir de 29/3 shoppings e centros comerciais passariam a ter a abertura autorizada entre às 13h e às 21h. Academias poderiam funcionar das 6h às 21h.

Ibaneis diz que as medidas só serão adotadas caso não haja piora nos índices de covid-19. "Reforço que isso só ocorrerá a depender dos índices de covid até dia 28", disse o governador do DF.

Ibaneis ainda indicou que deve entregar 220 novos leitos de UTI para combater a doença, o que deve ajudar a desafogar o sistema público do DF.

As ações do governador acabam pro influenciar o funcionamento de órgãos federais dos três poderes: Câmara (que vive um surto de covid-19) e Senado (que perdeu mais um parlamentar para covid-19 esta semana) restringiram atividades presenciais e visitas ao prédio do Congresso Nacional. Ambas as casas voltaram a adotar sessões remotas, como modo de evitar o trânsito de deputados, senadores e seus assessores.


> Em carta a Kamala Harris, Pacheco pede socorro no combate à covid no Brasil
> Volkswagen suspende produção no Brasil diante do avanço da pandemia

Continuar lendo