Ex-governador de Goiás morre de covid-19 após esperar três dias por UTI

O ex-governador de Goiás Helenês Cândido, de 86 anos, morreu de covid-19, na noite dessa quarta-feira (17) depois de esperar por três dias por um leito de UTI. Ele morreu em uma ambulância, enquanto estava sendo transferido da cidade de Santa Helena de Goiás para Caldas Novas, no sul do estado. Ele era hipertenso e diabético.

Helenês estava internado em uma semi-UTI do hospital de campanha em Santa Helena. Mas, devido ao agravamento da doença, ainda no fim de semana precisou ser transferido para uma UTI com suporte para hemodiálise. A vaga só foi liberada na tarde de ontem, no Hospital e Maternidade Nossa Senhora Aparecida, em Caldas Novas. Mas ele não resistiu à transferência.

O político foi internado pela primeira vez no início do mês em Goiânia, com sua esposa, Lila Morais, que também estava com covid-19. Os dois foram liberados. Mas dias depois Helenês voltou a passar mal e foi internado em um hospital de Morrinhos, cidade onde morava. Depois foi transferido para Santa Helena, onde foi intubado.

Ele foi prefeito de Morrinhos, deputado estadual por três mandatos e governador de Goiás entre 24 de novembro de 1998 a 1º de janeiro de 1999. Filiado ao MDB, ele assumiu o mandato-tampão de governador na condição de presidente da Assembleia Legislativa.

Em meio a recorde de mortes por covid, MPF-GO recomenda cloroquina e vermífugo

Continuar lendo