Ator Paulo Gustavo morre por complicações da covid-19, aos 42 anos

O ator Paulo Gustavo, conhecido por uma meteórica carreira de peças e filmes, faleceu nesta terça-feira (4), aos 42 anos, em São Paulo. O ator estava internado desde 13 de março para tratar complicações da covid-19.

Paulo Gustavo chegou ficar em estado crítico, mas apresentou melhora no quadro geral e chegou a receber visitas de amigos e do marido, Thales Bretas. No entanto, na noite de 2 de maio o ator teve uma piora em seu estado de saúde por conta de uma embolia pulmonar. Hoje, o quadro foi considerado irreversível.

O ator era casado e tinha dois filhos juntos. Ainda durante a internação foi alvo de manifestações homofóbicas. O Ministério Público de Alagoas (MPAL) chegou a abrir investigação contra um pastor que usou das redes sociais para desejar a morte do ator. O pastor será processado.

Paulo Gustavo estrelava, desde 2006, o monólogo "Minha Mãe é Uma Peça", onde interpretava Dona Hermínia Amaral, uma senhora de meia-idade, divorciada e que se mantém apegada aos dois filhos, já adultos. A peça acabou rendendo uma adaptação homônima ao cinema – e também um dos filmes nacionais com maior bilheteria na história. As duas sequências, lançadas em 2016 e 2019, foram igualmente bem sucedidas.


> Brasil chega a 400 mil mortos; Bolsonaro lamenta apenas Levy Fidelix
> Na pandemia, Câmara tem mais de 120 projetos que tratam de saúde mental

Continuar lendo