Filho de R.R. Soares e ex-secretário de Witzel assumem mandato na Câmara

Com a ida dos deputados federais Pedro Paulo (DEM-RJ) e Marcelo Calero (Cidadania-RJ) para secretarias da gestão do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), dois novos nomes assumem o mandato na Câmara dos Deputados. Marcos Soares (DEM-RJ) vai ocupar a vaga deixada por Pedro Paulo e Otávio Leite (PSDB-RJ) vai substituir Marcelo Calero.

A cerimônia de posse acontece neste sábado (2) de forma virtual. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), participa. Diferente dos ex-deputados que precisaram renunciar ao mandato na Câmara para assumir a função de prefeitos ou vice-prefeitos, os congressistas que foram nomeados secretários apenas tiraram uma licença e podem voltar aos seus mandatos de deputados em Brasília.

Marcos Soares é filho do missionário R.R. Soares. Ele vai ser colega do irmão David Soares, que é deputado titular pelo do DEM do Rio de Janeiro.

O tucano Otávio Leite foi secretário estadual de Turismo no governo de Wilson Witzel (PSC). Ele deixou o cargo em junho de 2020 afirmando que iria dedicar tempo para os estudos.

> Quem são os 57 prefeitos eleitos no segundo turno

Além deles, nove vagas são preenchidas em 2021 por conta da eleição de deputados titulares para o cargo de prefeito e vice-prefeito.

Os novos empossados da Câmara não devem alterar as composições de gênero da Casa. Mas pela primeira vez, o Psol elegeu uma deputada bissexual, Vivi Reis. Ao assumir a prefeitura do Recife, João Campos (PSB-PE), eleito deputado com 460 mil votos, dará lugar a um deputado eleito com 43 mil votos, Milton Coelho da Silva Neto (PSB).

PSDB ganhou duas cadeiras na Casa com a saída de Marcelo Calero (Cidadania-RJ) para ser secretário e JHC (PSB-AL) para a prefeitura de Maceió,  – e Danilo Forte (PSDB-CE), que já foi deputado suplente nesta legislatura, assumiu o cargo no lugar do também tucano Roberto Pessoa, que agora é prefeito de Maracanaú (CE).

PSD ganha a vaga de Sergio Vidigal (PDT), eleito prefeito de Serra (ES). O PL pega a vaga de Margarida Salomão (PT), eleita prefeita de Juiz de Fora (MG), mas perde a cadeira de Paulo Marinho Jr., eleito vice-prefeito de Caxias (MA). Outras cinco trocas serão entre políticos do mesmo partido.

O deputado Juninho do Pneu (DEM-RJ) foi eleito vice-prefeito de Nova Iguaçu (RJ), mas preferiu manter o cargo na Câmara.

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!