PSB, com 30 deputados, fecha questão contra Reforma Administrativa

O líder do PSB na Câmara dos Deputados, Danilo Cabral (PE), anunciou que o partido fechou questão e se posicionará contra o texto da PEC 32/2020, da reforma administrativa, na Câmara dos Deputados.

Em um vídeo nas redes sociais do partido, Cabral justificou a decisão do grupo. "No momento em que a gente mais precisa de um serviço público fortalecido e da valorização dos servidores públicos, a proposta apresentada está aprofundando o desmonte do Estado brasileiro", disse. A contratação de servidores fora do concurso público foi apresentado como uma das razões para a posição contrária.

A decisão é mandatória. "Todos os parlamentares do PSB estão obrigados, por determinação do diretório nacional e por deliberação unânime da bancada, a votar contra a PEC 32", vaticinou o líder de bancada. Com 30 deputados, a bancada do PSB é a nona maior bancada da Casa, mas costuma apresentar dissidências durante votações.

O texto, que promove a chamada "Reforma Administrativa", tem relatoria do deputado Arthur Oliveira Maia (DEM-BA) e é discutido em comissão especial nesta terça-feira (14).


> Comissão da Câmara faz sessão e tenta votar reforma administrativa
> Presidente de instituto do PSDB descarta oposição a Bolsonaro

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo