MDB deve definir candidatura no Senado nesta terça; Tebet é a favorita

A bancada do MDB no Senado deve definir nesta terça-feira (12) quem vai escolher para concorrer à presidência da Casa. Concorrem à indicação os senadores Eduardo Braga (AM) e Simone Tebet (MS) e ambos trabalham para um acordo para que a candidatura seja definida hoje.

A ideia é anunciar o candidato nesta tarde, após reunião de recepção da bancada aos novos senadores filiados Rose de Freitas (ES) e Veneziano Vital do Rego (PB).

O principal concorrente do partido é o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que já conseguiu o apoio do PSD (11 senadores), PT (6), Pros (3), Republicanos (3) e PSC (1). Os partidos somam juntos 28 senadores.

No cenário atual, a senadora Simone Tebet é o nome com mais força para ser candidata pelo MDB. Ontem (11), o PT, que mantinha diálogo com Eduardo Braga, decidiu apoiar Pacheco.

O conteúdo deste texto foi publicado antes no Congresso em Foco Premium, serviço exclusivo de informações sobre política e economia do Congresso em Foco. Para assinar, entre em contato com comercial@congressoemfoco.com.br.

Além da definição dos candidatos, os emedebistas tentam fechar nesta semana o apoio do Podemos (9 senadores) e do PSDB (7). Se confirmadas as alianças, o candidato do MDB lideraria um bloco de 31 senadores.

"Vamos tentar encaminhar a definição do MDB e o nosso candidato vai conversar com os partidos, será da competência do candidato conversar com os partidos", disse o líder do MDB, Eduardo Braga, ao Congresso em Foco.

Simone crê que a disputa pelo comando do Senado está equilibrada e que o MDB pode avançar em apoios nesta semana. "Só somar as bancadas, MDB, PSDB e Podemos, fora demais ... somam 30", disse a senadora ao site.

>PT decide apoiar Rodrigo Pacheco, do DEM, para presidência do Senado

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!