Interferência de Bolsonaro na Câmara terá sequelas, diz Maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira (27) que a interferência do presidente Jair Bolsonaro na disputa pelo comando da Casa terá "sequelas" para qualquer lado.

"É um alerta aos deputados e deputadas de que a intenção do presidente é transformar o Parlamento num anexo do Palácio do Planalto, o que enfraquece o mandato de cada deputado e de cada deputada e principalmente o protagonismo da Câmara dos Deputados no debate com a sociedade", disse.

Maia deu a declaração em entrevista a jornalistas quando questionado sobre a admissão de Bolsonaro, nesta quarta, de que o Planalto atua para que o deputado Artur Lira (PP-AL) vença a disputa pelo comando da Casa.

"Viemos fazer uma reunião aí com 30 parlamentares do PSL e vamos, se Deus quiser, participar, influir na presidência da Câmara, com estes parlamentares", disse Bolsonaro, na porta do Palácio do Alvorada, em encontro com seus apoiadores e parlamentares do PSL.

A influência ocorreria, segundo o presidente, "de modo que possamos ter um relacionamento pacífico e produtivo para o nosso Brasil".

Maia afirmou que a declaração de Bolsonaro é a prova da necessidade de que o presidente da Câmara precisa ser alguém com equilíbrio e que saiba dialogar. Essa pessoa, diz, seria seu candidato Baleia Rossi (MDB-SP).

Veja a fala de Rodrigo Maia:

Maia diz que, inclusive, alertou nesta terça (26) o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, das "sequelas" de o Planalto interferir na Câmara. O presidente se referiu principalmente às negociações da campanha de Lira envolvendo emendas parlamentares que, segundo Maia, seriam extra orçamentária.

"A execução do Orçamento precisa ter  o mínimo de organização e  de compromisso republicano", disse, lembrando das restrições fiscais impostas pela pandemia e pela regra do teto de gastos.

> Bolsonaro admite interferência na Câmara para eleger Lira

> Davi Alcolumbre oferece cargo na Mesa ao MDB em troca de apoio a Pacheco

Continuar lendo