Empresário, suplente de Major Olímpio foi ao Paraguai falar em nome de Bolsonaro

O empresário paulista do ramo de instalações metálicas e imóveis Alexandre Luiz Giordano, filiado ao PSL, deve assumir a vaga do senador Major Olímpio, morto nesta quinta-feira (18) em decorrência da covid-19.

Em julho de 2019 ele teve seu nome exposto pela mídia paraguaia. A repórter Mabel Rehnfeldt, do jornal ABC Colorrevelou que o empresário fez ao menos duas viagens ao país vizinho para negociar às escuras a compra de energia excedente da usina hidrelétrica de Itaipu. Para isso, teria usado o nome do presidente Jair Bolsonaro.

Os dois países assinaram um acordo que culminou em uma grave crise política no Paraguai. A operação teria causado um prejuízo de US$ 200 milhões aos cofres do país vizinho e o presidente Mario Abdo ficou ameaçado de processo de impeachment.

O segundo suplente é o ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes.

> Senador Major Olímpio tem morte cerebral em decorrência da covid-19

Continuar lendo