“Dia D e Hora H: Vai fazer essa piadinha pra quem perdeu um filho!”, diz Major Olimpio

O senador Major Olimpio (PSL-SP) criticou nesta terça-feira (12) declaração do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sobre o calendário de vacinação contra a covid-19. Nesta segunda-feira (11), o ministro disse que a imunização da população brasileira será  no “Dia D e na Hora H”.

Em live na sua página do Facebook, gravada na mesa do Senado, o parlamentar disse que a manifestação de Pazuello é uma “safadeza sem tamanho” e sugeriu que o ministro fizesse “essa piadinha pra quem perdeu um filho”.

Olímpio é candidato à presidência do Senado e aproveitou a transmissão para criticar o apoio do presidente Jair Bolsonaro ao candidato do DEM, Rodrigo Pacheco (MG).

"O presidente deveria ficar isento”, disse, lembrando que parlamentares e instituições de oposição a Bolsonaro também estão apoiando Rodrigo. “Ele não vai ganhar nada com isso”, avaliou.

O senador faz parte do movimento autointitulado “Muda Senado”, que deve apoiar a candidata do MDB, Simone Tebet (MS), à presidência da Casa. A senadora também faz parte do grupo. 

Uma das principais mudanças propostas por Major Olímpio como candidato a presidente da Casa é a criação da Comissão de Segurança Pública. Segundo ele, o colegiado ajudará a “desafogar” a Comissão de Constituição e Justiça no Senado, acelerando a votação de projetos voltados a segurança pública. O senador é um dos articuladores das polícias militares no Congresso. 

O parlamentar também é favorável à votação de processos de impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Na atual gestão de Davi Alcolumbre (DEM/AP), ao todo, foram  arquivados   58 pedidos de abertura de processo de impeachment de membros do Supremo e do procurador-geral da República, Augusto Aras.

> MDB escolhe Simone Tebet para disputar presidência do Senado

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!