Pazuello foi esclarecedor, diz Flávio Bolsonaro sobre ex-ministro

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho de Jair Bolsonaro, disse ao Congresso em Foco que o primeiro dia de depoimento do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, foi “bom, consistente, esclarecedor e tranquilo”. Para o filho do presidente, a oposição tenta explorar “possíveis contradições”.

O conteúdo deste texto foi publicado antes no Congresso em Foco Premium, serviço exclusivo de informações sobre política e economia do Congresso em Foco. Para assinar, entre em contato com [email protected].

“Ficou claro que o general agiu da melhor forma que podia. [...] A falta de oxigênio em Manaus foi falta de planejamento do estado. Quando acionaram o Ministério da Saúde, mesmo não sendo competência deles, foram atendidos”.

Flávio Bolsonaro avalia que todas as oitivas da CPI até o momento foram positivas, mesmo as de ex-aliados do governo. “Os depoimentos estão frustrando muito a oposição”.

O senador disse ainda que não conversou com o presidente para avaliar o desempenho do depoimento do ex-ministro da Saúde na CPI da Covid na quarta-feira (20).

Flávio não é integrante do colegiado, mas esteve presente nos depoimentos de maior interesse do governo até aqui. Na oitiva do ex-secretário de Comunicação da Presidência,  Fabio Wangarten, o parlamentar discutiu com o relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL) e chegou a chamar o senador  de “vagabundo”.

Na oitiva de ontem (19), Flávio tentou intervir nas perguntas do relator e causou tumulto quando Renan Calheiros insistiu em saber quem do Ministério da Saúde não respondeu às propostas da Pfizer.

> “Estratégia foi se omitir e mentir”, diz relator após depoimento de Pazuello

Continuar lendo