Outro vendedor da Davati negociou vacina com Pazuello, diz Cristiano Carvalho

Em depoimento à CPI da Covid nesta quinta-feira (15), o representante comercial da Davati, Cristiano Carvalho, disse que outro vendedor da empresa iniciou tratativas com o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello enquanto ainda comandava a pasta.

Segundo Cristiano Carvalho, o processo aconteceu no mesmo período em que ele e Luiz Paulo Dominguetti tentavam vender 400 milhões de doses da AstraZeneca ao governo federal.

“Além de mim, existem outros representantes da Davati no Brasil. Um deles, inclusive, mandou uma proposta da Davati diretamente para o general Pazuello, quando ele era ministro. O nome dele é Júlio Adriano Caron Silva. Inclusive tem um processo de compra no Ministério da Saúde. Ele estava negociando simultaneamente a mim, sem o meu consentimento”, disse.

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) apresentou requerimentos para convocação do representante. Segundo ela, outras duas pessoas citadas pela imprensa como intermediárias autorizadas pela Davati a vender produtos médicos e imunizantes no Brasil também poderão ser convocadas.

> Queiroga mentiu e não há estudos sobre eficácia do “kit covid”, diz Humberto

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo