CPI aprova convocação de Karina Kufa, advogada da família Bolsonaro

A advogada da família Bolsonaro, Karina Kufa, entrou no radar da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. Nesta terça-feira (31), após o cancelamento das oitivas do motoboy da VTCLog, Ivanildo Gonçalves, e da diretora-executiva da empresa, Andreia Lima, os senadores três requerimentos extrapauta, entre os quais o da advogada. O foco da investigação recai sobre os recorrentes contados dela com lobistas investigados pelo colegiado.

“Antes que haja alguma reação por parte da base de apoio ao Governo, não estamos convocando a senhora Karina Kufa por ela ser advogada da família do Presidente da República. Estamos querendo convocar a senhora Karina Kufa pelos notórios diálogos que ela possui com vários lobistas que estão sendo investigados por esta CPI, diálogos e tráfico de influência em favor da empresa Precisa”, disse o vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Randolfe é autor do requerimento e a expectativa é de que o depoimento dela ocorra no dia 14 de setembro. Esta data, porém, ainda não está confirmada.

Os senadores também aprovaram nesta terça um novo pedido de convocação do motoboy Ivanildo Gonçalves. Com isso, eles pretendem recorrer da decisão do ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), que permitiu a Ivanildo não comparecesse à CPI, enquanto marcam uma nova data para o depoimento.

“Na visão da maioria dos integrantes da CPI, não há dúvidas de que a  testemunha convocada detém informações relevantes sobre possíveis irregularidades  praticadas pela VTClog durante o período de pandemia e que, por razões óbvias, podem  SF/21734.84384-65 ter prejudicado a eficiência que se espera do serviço de disponibilização de  imunizantes à população brasileira”, alegou Randolfe no documento de reconvocação.

Um requerimento do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), para quebrar os sigilos da empresa VTCLog também foi aprovado pelo colegiado. “Diante dos indícios de irregularidades e das inúmeras suspeitas de negociações ilícitas dentro da pasta ministerial, bem como do possível envolvimento do sr. Roberto Dias em inúmeros fatos relacionados à sua função, faz-se imprescindível a aprovação do presente requerimento de transferência”, justificou o parlamentar.

> Motoboy da VTCLog pagou boletos de Roberto Dias, indica CPI  

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo