CPI aprova acareação entre Luis Miranda e Onyx Lorenzoni

A CPI da Covid aprovou, durante depoimento, nesta quarta-feira (11) a realização de uma acareação entre o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) e o ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni.  A comissão deve ouví-los na próxima quarta (18). 

Durante o depoimento do diretor da farmacêutica Vitamedic, Jailton Batista, o presidente Omar Aziz (PSD-AM)anunciou o requerimento dado a relevância do tema. Não havia votação prevista pelos senadores.

Em coletiva, o vice-presidente Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que a acareação, à luz dos novos documentos obtidos pela CPI, é urgente.

"Nos reunimos no intervalo da Comissão e entendemos que era o momento de colocar o requerimento de acareação. É urgente, à luz das informações que nós temos. Os fatos nos levaram a necessidade de fazer essa acareação", disse.

Segundo Randolfe, os senadores estão apreciando os documentos de quebra de sigilo dos personagens que já passaram pela CPI.

A Comissão deve investigar as contradições dadas por ambos sobre as invoices divulgadas pela Precisa Medicamentos na liberação do envio da vacina indiana Covaxin ao Brasil.

Em uma entrevista depois do depoimento de Luís Miranda e de seu irmão, Luís Ricardo, funcionário do Ministério da Saúde, Onyx chegou a dizer em uma entrevista que a  fatura da transação apresentada por ambas teria sido falsificada.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo