MP sugere arquivamento de investigação contra Felipe Neto por crítica a Bolsonaro

O Ministério Público deu parecer favorável a Felipe Neto pelo arquivamento de uma investigação policial contra o youtuber por ter chamado o presidente Jair Bolsonaro de "genocida". No documento desta segunda-feira (3) o promotor Guilherme Macabu afirmou "flagrante ilegalidade praticada pela autoridade coatora".

O promotor considerou ainda que não existe crime na fala de Felipe Neto, pois se trata de opinião, recaindo na liberdade de expressão. No entanto, cabe à juíza Gisele Guida de Faria, da 38ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, acatar o parecer do Ministério Público.

A ação foi movida pelo vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) no dia 12 de março, com base na Lei de Segurança Nacional.  A queixa-crime contra o youtuber motivou a criação do grupo do juristas "Cala Boca Já Morreu". Os advogados defendem gratuitamente todos que são investigados ou processados por criticaram o presidente Jair Bolsonaro.

Pelas redes sociais, parlamentares comemoraram o entendimento do Ministério Público:

> Felipe Neto cria frente de advogados para defender críticos de Bolsonaro

Continuar lendo