Cármen Lúcia dá até amanhã para PGR se manifestar sobre live de Bolsonaro

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu um prazo de 24 horas nesta segunda-feira (16) para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste sobre a live de Jair Bolsonaro sobre as urnas eletrônicas, no dia 29 de julho.

Cármen Lúcia reiterou o pedido para que Augusto Aras, o procurador-geral da República, faça um parecer sobre o evento, onde Bolsonaro atacou sem prova a lisura do processo eleitoral brasileiro e indicou não aceitar caso perca as eleições de 2022. O primeiro pedido do STF para a PGR foi em 3 de agosto e até agora não foi respondido.

"Os fatos narrados nestes autos são graves, de interesse exponencial da República", advertiu a ministra do STF. "O manifesto interesse público e superior da nação impõem a observância de prioridade no andamento processual do caso."


> Exclusivo: Bolsonaro ataca o STF para tentar golpe, diz Rodrigo Maia
> Saiba quais são os cinco inquéritos que Bolsonaro responde na Justiça

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS
Continuar lendo