Ministério da Saúde fecha compra de 20 milhões de doses de vacina Covaxin

O Ministério da Saúde anunciou a assinatura de contrato para importar 20 milhões de doses da vacina indiana Covaxin, desenvolvida pelo laboratório Bharat Biotech contra a covid-19. O contrato, avaliado em R$ 1,614 bilhão, deve selar a entrega dos imunizantes –que não passaram por testes no Brasil– até o mês de maio.

A importação será feita pela Precisa Medicamentos, uma empresa de importação e distribuição com sede em Barueri (SP) e que já importava testes de covid-19 do país asiático. Segundo um comunicado do Ministério da Saúde, o primeiro lote de 8 milhões de doses deve chegar ao país ainda no mês de março.

Em abril, outro lote de 8 milhões de doses deve chegar ao país. O último lote, de 4 milhões de doses, deverá ser entregue no mês de maio.

A vacina indiana da Covaxin não tem o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e só poderá ser aplicada no Brasil após autorização da agência reguladora. Uma decisão da própria agência, tomada neste mês, pode contribuir para o sucesso da vacina no Brasil, já que a necessidade de estudos em Fase 3, a mais ampla e decisiva, foi retirada nos casos de uso emergencial.


> Senado aprova PL que autoriza compras de vacinas pelo setor privado
> Senado analisa PEC Emergencial e flexibilização do uso de armas semana que vem

Continuar lendo