Potencial de voto de Lula supera o de Bolsonaro, aponta pesquisa

Em uma pesquisa que avalia o potencial de votos entre dez possíveis candidatos à presidência em 2022, somente o ex-presidente Lula aparece à frente de Jair Bolsonaro. O levantamento foi feito pelo instituto Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec), que ouviu 2.002 pessoas em 143 municípios do país. Os números foram divulgados neste domingo (7) pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Cerca de 50% dos entrevistados disseram que votariam com certeza ou poderiam votar em Lula se ele voltasse a ser candidato ao Planalto. Outros 44% afirmaram que não o escolheriam de jeito nenhum. O atual chefe do Executivo tem 12 pontos porcentuais a menos no potencial de voto (38%) e 12 a mais na rejeição (56%), de acordo com a pesquisa conduzida por Márcia Cavallari, ex-diretora-executiva do Ibope.

A pesquisa de potencial busca, simplesmente, medir a aceitação de cada uma das figuras públicas  e não trata de uma avaliação de um confronto político entre eles nas próximas eleições. O atual presidente Jair Bolsonaro tem perdido popularidade perante a população com o agravamento da pandemia que já vitimou mais de 260 mil pessoas. Já Lula está impedido de concorrer ao cargo pela Lei da Ficha Limpa, em razão de condenações nos casos do triplex do Guarujá e do sítio de Atibaia. Nas pesquisas de intenção de voto, Bolsonaro ainda aparece com vantagem em relação aos seus prováveis adversários.

Atrás de Lula e Bolsonaro no ranking de potencial de voto estão Sérgio Moro (31%), Luciano Huck (28%), Fernando Haddad (27%), Ciro Gomes (25%), Marina Silva (21%), Luiz Henrique Mandetta (15%), João Doria (15%) e Guilherme Boulos (10%). Com exceção de Moro, cuja taxa de rejeição é de 50%, todos são descartados como opção de voto pela maioria do eleitorado.

O levantamento foi realizado entre os dias 19 e 23 de fevereiro e a margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

> Para 74% dos brasileiros, país está na direção errada, aponta pesquisa

Continuar lendo