Ciro atua como bombeiro do governo e, desta vez, tenta apaziguar ânimos com Fux

O ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, se reúne com o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux, nesta quarta-feira (18). Um encontro que acontece dois dias depois de ele ter participado de uma reunião com os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-PI), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Nos dois momentos, a missão é a mesma: apagar incêndios provocados pelo presidente Jair Bolsonaro que mantém a escalada de ataques contra o judiciário, chegando ao ponto de falar em pedido de impeachment para ministros da suprema corte.

Ciro é um dos principais expoentes do Centrão brasileiro, conjunto de partidos que transita entre os diferentes governos, independentemente de posição ideológica ou bandeira partidária, sob uma autodenominação de “independente”. Tal qual o bloco que integra, Ciro Nogueira é conhecido pelo bom trânsito com os parlamentares das mais diferentes esferas, inclusive, sendo chamado de “amigo”, por muitos deles, numa direção totalmente oposta às bélicas declarações bolsonaristas. Assim, seguindo a linha do Centrão, o ministro tenta construir pontes, se não mais amistosas, ao menos mais calmas entre o Executivo e o Judiciário.

No último final de semana, Bolsonaro anunciou que vai pedir ao Senado Federal a abertura de um processo contra os ministros do STF Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. No entanto, conforme apurou o Congresso em Foco, parlamentares próximos afirmam que Pacheco não deve levar os pedidos adiante. Ainda assim, o mal-estar persistiu. Na ocasião, da conversa com Ciro com Lira e Rodrigo Pacheco, o líder do PP insistiu para que eles trabalhem pela união dos poderes, sem dar margens às crises e, assim, ajudem a "acalmar os ânimos".

Os passos de Ciro

Na segunda (16), Ciro se reuniu com o vice-presidente Hamilton Mourão, em outra tentativa de apagar incêndios provocados pelo presidente Bolsonaro. Desde que assumiu a Casa Civil, em agosto, foi o primeiro encontro dos dois. O assunto da reunião não foi divulgado. Em entrevistas, Mourão disse apenas que trataram de "temas da atualidade".

Bolsonaro anda chateado com o vice pelo o encontro que ele teve com o ministro Luís Roberto Barroso, um dos articuladores da derrubada da PEC do voto impresso na Câmara.

Por mais de uma ocasião, o presidente emitiu críticas em tom de ironia contra Mourão. Em uma delas disse: “vice é como cunhado que você aguenta”. A conversa de Ciro com Mourão aconteceu exatamente quando a PEC foi à votação no plenário da Câmara.

Histórico

Ciro Nogueira foi colocado no governo federal na expectativa de ajudar a manter a base do governo unida no Congresso. Nomeado em agosto, a chegada do deputado piauiense levou a uma dança de cadeiras no Executivo com a recriação de uma pasta abandonada, o Ministério do Trabalho, para abrigar Onyx Lorenzoni (DEM), ex-chefe da Secretária-geral da Presidência da República. O lugar de Onyx foi ocupado pelo até então ministro da Casa Civil, o general Luiz Eduardo Ramos.

Atualmente, o Centrão também possui o comando da Secretaria de Governo, com Flávia Arruda (PL-DF), mas a atuação da parlamentar tem sido mais restrita e ela é vista como um nome de Lira.

A Casa Civil é um dos principais canais do Congresso com o Palácio e responde por toda articulação junto aos ministérios. Segundo pelo perfil do senador. Ao nomeado, Ciro foi apontado pelos deputados e senadores, inclusive de oposição, como como um nome-chave no Legislativo.

> Para 57,6% dos brasileiros, Bolsonaro pretende dar golpe, aponta pesquisa

> Vice-presidente da Câmara estuda forma de abrir impeachment contra Bolsonaro

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo