Governo diz que vai receber mais de um milhão de doses da Covax Facility neste domingo

O Ministério da Saúde afirmou que vai receber neste domingo (21) a primeira remessa de vacinas adquiridas por meio do consórcio global Covax Facility. Neste primeiro lote, o Brasil vai receber pouco mais de um milhão de doses do imunizante AstraZeneca/Oxford, fabricado na Coreia do Sul. A pasta promete que outras 1,9 milhão doses devem chegar ao país até o final do mês de março.

Ainda segundo informações divulgadas neste sábado pelo ministério, o cronograma inicial, sujeito a alterações, prevê 2,9 milhões de doses em março e outras 6,1 milhões até maio. O acordo do Brasil com a aliança global de vacinas prevê 42,5 milhões de doses para 2021.

Neste domingo, o Ministério da Saúde anunciou que vai iniciar a distribuição de mais de cinco milhões de doses. Dessas, mais de um milhão correspondem à primeira remessa de vacinas da AstraZeneca/Oxford, produzida no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Outras 3,9 milhões são referentes a mais um lote da vacina produzida pelo Instituto Butantan.

A nova remessa de vacinas do Butantan vai atender aos profissionais de saúde e idosos de 70 a 74 anos, enquanto os imunizantes da AstraZeneca contemplarão comunidades ribeirinhas e quilombolas.

Nesta etapa de distribuição, as doses produzidas pelo Instituto Butantan deverão ser usadas pelos estados como primeira dose, na sua totalidade. Até o momento, essa recomendação era destinada apenas para as doses de AstraZeneca, devido ao intervalo entre a primeira e segunda aplicação. A aplicação das duas doses, porém, deve seguir o intervalo estipulado, para completar o esquema vacinal e imunização. Para o imunizante do Butantan, deve ser respeitado o intervalo máximo de quatro semanas.

>Dilma rebate Aécio: “Seus atos condenaram o Brasil ao desastre”

>Oposição pede afastamento de André Mendonça por utilização indevida do cargo

 

Continuar lendo