Bolsonaro vai pedir abertura de processo contra ministros do Supremo e TSE

O presidente Jair Bolsonaro decidiu apresentar um pedido ao Senado para que instaure um processo contra os ministros do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso. Em uma postagem feita nas redes sociais, na manhã deste sábado (14), ele cita artigos 5 e 52 da Constituição Federal para alegar que os ministros “extrapolaram os limites". Barroso também é presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com a postagem, ele vai levar o pedido de processo ao presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), na próxima semana.

O artigo 52 da constituição trata das competências do Senado, entre as quais processar ministros por crimes de responsabilidade. Já o artigo 5 trata dos direitos e deveres individuais e coletivos. Nele está o direito à "livre manifestação de pensamento".

Bolsonaro tem, reiteradamente, emitido falas na qual afirma que as eleições, que ele ganhou, foram fraudadas e, apesar de colocar em dúvida a lisura do sistema eleitoral brasileiro, não apresentou provas das acusações feitas. Em mais de uma ocasião ele tamém disse que não haveria eleição em 2022 caso o voto impresso não fosse implementado no Brasil. As críticas, inicialmente dirigidas ao TSE, passaram a ser personalizadas por Bolsonaro na figura do presidente Barroso.

Paralelamente, no início de agosto, Jair Bolsonaro foi incluído no processo das Fake News que tramita no Supremo. A decisão partiu de Moraes que é relator do caso que apura a disseminação de notícias falsas contendo ataques antidemocráticos por milícias digitais. Moraes determinou a abertura de um inquérito contra o presidente por participação no vazamento de informações sigilosas da Polícia Federal em uma investigação sobre a invasão de hackers ao sistema da Corte. A decisão atendeu uma notícia-crime do TSE.

> Bolsonaro admite não ter provas de fraude nas eleições

> Alexandre de Moraes aceita denúncia contra Bolsonaro por vazar inquérito

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo