Bolsonaro gastou R$711 mil para inaugurar ponte de R$255 mil

O presidente Jair Bolsonaro gastou R$711 mil, entre diárias suas e de sua equipe, telefonia e passagens terrestres, para inaugurar uma ponte que custou R$255 mil, em uma rodovia não pavimentada em São Gabriel da Cachoeira extremo noroeste do estado do Amazonas. Um documento fornecido pela Casa Civil da Presidência da República via Lei de Acesso à Informação (LAI) ao deputado Elias Vaz (PSG-GO) explicitou o valor da viagem, mais caro que a própria obra.

Veja a íntegra da manifestação do governo sobre a viagem:

Ao discriminar os gastos com a empreitada de inauguração, a Presidência da República diz que R$50 mil foram pago em diárias ao chamado "Escalão Avançado", e outros R$610 mil em deslocamentos terrestres na cidade, isolada na floresta amazônica. Há ainda outros R$ 50 mil em gastos com cartão de crédito corporativo, e mais R$742 em telefonia. A viagem da equipe presidencial durou cinco dias.

O valor gasto daria para construir quase três pontes como a que foi inaugurada e corta o Igarapé Rodrigo e Cibele. Parte da BR-307, uma rodovia federal de terra que corta a cidade até próximo da fronteira com a Colômbia e a Venezuela, a ponte tem 18 metros de comprimento e 6 metros de largura. A ponte já existia, e R$69 mil do total de R$255 mil foi destinado para recuperar a antiga estrutura. A obra foi feita pelo Exército brasileiro.

Veja a íntegra da manifestação do governo sobre a obra:

Por conta do desequilíbrio de gastos, o deputado Elias Vaz anunciou que irá acionar o Tribunal de Contas da União (TCU) sobre o caso. "O presidente Bolsonaro fez um evento para inaugurar uma ponte de madeira no Amazonas. Acontece que a inauguração custou três vezes mais que a ponte. Isso fere diretamente o princípio da economicidade, artigo 70 da Constituição", disse o parlamentar goiano.


> TSE fará notícia-crime contra Bolsonaro por divulgação de dados sigilosos
> Bolsonaro entrega MP do novo Bolsa Família, mas texto não define valores

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS
Continuar lendo