“Não se negocia democracia”, afirma Pacheco em reunião com governadores

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), se reuniu com governadores de cinco estados na manhã desta quinta-feira (2) na residência oficial. Ao final do encontro, Pacheco destacou a importância da conversa e afirmou que "não se negocia democracia".

"É muito importante que estejamos todos unidos, respeitando as divergências, na busca de consensos, na busca de convergências, mas com um aspecto que é para todos nós inegociável: não se negocia a democracia. A democracia é uma realidade, o estado de direito é uma realidade. A sociedade já assimilou esses conceitos e valores, de modo que estaremos sempre todos unidos neste propósito de preservação da democracia", disse.

Estiveram presentes  Ibaneis Rocha (DF), Reinaldo Azambuja (MS), Renato Casagrande (ES), Romeu Zema (MG), Helder Barbalho (PA) e Wellington Dias (PI). A presença do governador Ronaldo CaiadOo (GO) era esperada, mas ele não compareceu.

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, se reúne com governadores na residência oficial do Senado Pedro Gontijo / Senado Federal [fotógrafo]Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, se reúne com governadores na residência oficial do Senado
Pedro Gontijo / Senado Federal
Durante a reunião, as autoridades discutiram a falta de diálogo entre os Poderes e com os estados da federação, a pandemia no Brasil e o disparo nos preços, além de pautas em tramitação no Congresso como a reforma do imposto de renda a PEC dos Precatórios.

Em coletiva de imprensa realizada ao final do encontro, Pacheco afirmou que o Congresso Nacional está de acordo com as manifestações dos governadores em favor da defesa do Estado Democrático de Direito.

"Esta manifestação dos governadores sem fulanizar, especificar, sem agredir, preservando sempre esse conceito importante da nação que é a preservação do Estado Democrático de Direito é muito bem recebida pelo Congresso Nacional".

> Bolsonaro revoga Lei de Segurança Nacional, mas veta punição às fake news

> Rachadinhas: STF define data para julgar foro privilegiado de Flávio Bolsonaro

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

 

 

Continuar lendo