Família de Eduardo Campos quer que Cessna indenize moradores de Santos

Irmão do ex-candidato diz que fabricante de aeronave tem obrigação de reparar danos causados às construções atingidas no acidente que matou sete pessoas

Irmão do ex-governador Eduardo Campos, o advogado Antônio Campos apresentará representação para que a Cessna – fabricante do avião cuja queda matou Eduardo em 13 de agosto, em Santos – repare danos de moradores da região que tiveram moradias ou bens destruídos com o acidente. A ação será formalizada, na próxima segunda-feira (8) junto ao Ministério Público Federal em Santos, e estenderá a responsabilidade pelas indenizações às seguradoras da aeronave e, subsidiariamente, à União, por falha de comunicação na base aérea de Santos.

A informação é do Blog de Jamildo, hospedado no portal UOL. Segundo o blog, a legislação sobre o assunto permite que a reparação de danos seja adiantada independentemente da fase processo judicial em questão, para que prejuízos comprovados sejam imediatamente minorados. “Tal iniciativa vem em apoio aos moradores das casas sinistradas que visitei em Santos, recentemente, quando afirmei que os apoiaria no propósito da reparação dos danos, dando sequência, assim, ao acompanhamento do caso. As seguradoras têm que pagar os sinistros das vítimas do acidente, cabendo eventualmente ações regressivas, se couber”, disse Antônio, acrescentando que já consultou advogados especialistas no assunto para que o caso tramite também na Justiça norte-americana.

Antônio Campos foi a Santos em 28 de agosto, quando visitou as famílias afetadas pelo acidente e prometeu ações em sua defesa. Ele falou aos familiares sobre a importância de identificação dos responsáveis pela tragédia, de forma a possibilitar a reparação dos danos às casas atingidas pela aeronave.

Mais sobre Eduardo Campos

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!