Apenas três estados ainda registram paralisação de caminhoneiros

O Ministério da Infraestrutura informou, nesta sexta (10), que caiu para três o número de estados que ainda registram paralisação de caminhoneiros e bloqueios de estradas. Na quinta (9), o país chegou a registrar bloqueios em pelo menos 15 estados.

Conforme boletim emitido no início da manhã, os pontos de concentração persistem no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e em Rondônia. Apesar disso, "não há pontos de interdição em rodovias federais".

O conteúdo deste texto foi publicado antes no Congresso em Foco Insider, serviço exclusivo de informações sobre política e economia do Congresso em Foco. Para assinar, entre em contato com [email protected]

Ainda de acordo com a nota, que tem por base informações da Polícia Rodoviária Federal, há aglomerações de caminhoneiros em Mato Grosso e no Pará, mas sem "prejuízo ao livre fluxo de veículos".

Os bloqueios tiveram início após os atos do Sete de Setembro. Os manifestantes se dizem apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Apesar disso o próprio presidente Jair Bolsonaro irritou parte dos manifestantes ao pedir que liberassem as estradas, com receio de uma piora ainda mais acentuada na economia.

Confira a íntegra da nota:

“O Ministério da Infraestrutura com base em informações da PRF informa que, às 7h30 desta sexta-feira (10), o número de ocorrências em rodovias federais caiu 45% desde a noite de quinta-feira (09).

A redução aconteceu em todas as regiões do Brasil e apenas 3 estados seguem com pontos de concentração com abordagem a caminhoneiros: Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Rondônia.

No Mato Grosso do Sul, Goiás, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santos e Paraná não há mais qualquer ponto de retenção. Há aglomerações sem prejuízo ao livre fluxo de veículos no Mato Grosso e no Pará.

Não há pontos de interdição em rodovias federais.”

> Sem apoio de caminhoneiros, greve fracassa

> Mais de 60 parlamentares apoiaram atos do dia 7; veja quem são eles

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo