Para avançar com reforma tributária, Congresso deve focar pontos consensuais

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), está reunido na noite desta segunda-feira (26) com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para debater a reforma tributária. Em breve pronunciamento, ele contou que assinou ofício cobrando do relator da proposta, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), a apresentação de seu relatório até a próxima segunda-feira (3).

Lira não trouxe grandes novidades sobre as tratativas em andamento e destacou sua intenção de acelerar o debate em torno da reforma. “Posso garantir que vamos marchar passo a passo, discutindo essa reforma pelo que nos une, pelo que é consensual”, disse.

O presidente da Câmara afirmou ainda que os deputados vão trabalhar para, nos próximos meses, construir uma reforma que traga “segurança jurídica, simplificação e tranquilidade fiscal para o Brasil”.

Veja o pronunciamento de Lira:

Como informou o Congresso em Foco, a intenção de Lira é abandonar o debate em torno da PEC 45/2019, de autoria de Baleia Rossi (MDB-SP), uma das bases do relatório de Aguinaldo. O outro eixo das discussões é a PEC 110, do ex-deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR).

Parlamentares ouvidos pelo Congresso em Foco afirmam que Arthur Lira cogita tirar a relatoria de Aguinaldo e entregá-la ao deputado Luis Miranda (DEM-DF), autor de uma terceira proposta de reforma (PEC 128). Procurado pela reportagem, Miranda não confirmou a informação, mas disse estar à disposição do presidente da Casa.

Continuar lendo