Guedes presta esclarecimentos à Câmara

O ministro da Economia, Paulo Guedes, participou nesta terça-feira (4) de sessão conjunta de quatro comissões da Câmara: Finanças e Tributação; Trabalho, Administração e Serviço Público; e Seguridade Social. A sessão durou quase seis horas.

Inicialmente, estava prevista a participação do ministro apenas em audiência, às 10h30, em uma outra comissão, a de Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) para que Guedes esclarecesse "distorções 'bilionárias' em dados de Previdência do Governo apontadas pelos Técnicos do Tribunal de Contas da União".

Porém, a CFFC não aceitou a proposta do governo de fazer a sessão conjunta e aprovou novo requerimento para que Guedes compareça ao colegiado em 9 de junho. De acordo com o presidente da Comissão de Seguridade Social, Doutor Luizinho (PP-RJ), a proposta de audiência conjunta foi tomada por ele a pedido do líder do governo na Câmara, seu colega de partido Ricardo Barros (PP-PR).

O acordo, firmado de forma "monocrática", como afirmou o próprio deputado Doutor Luizinho, foi criticado por vários parlamentares alegando que cada comissão tem temas específicos sobre o qual quer questionar o ministro. A sessão conjunta, argumentam, prejudica e dificulta a prestação de todos os esclarecimentos.

Continuar lendo