Governo melhora projeção fiscal e desbloqueia R$ 4,5 bi do orçamento

O Ministério da Economia divulgou nesta quinta-feira (22) o relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do terceiro bimestre e revisou a projeção para o resultado primário deste ano, de um déficit de R$ 187,7 bilhões estimados no bimestre anterior, para um déficit de R$ 155,4 bilhões. De acordo com o governo, a melhora do cenário reflete principalmente a melhoria das receitas em meio à retomada do crescimento.

O conteúdo deste texto foi publicado antes no Congresso em Foco Insider, serviço exclusivo de informações sobre política e economia do Congresso em Foco. Para assinar, entre em contato com [email protected].

A revisão permitirá o desbloqueio de R$ 4,5 bilhões do orçamento e ainda uma possível ampliação das despesas discricionárias do Executivo em R$ 2,8 bilhões. A Educação foi a pasta com o maior valor bloqueado na sanção do orçamento deste ano e, agora, também concentra o maior valor liberado: R$ 1.557,7 bilhão.

Com relação ao cumprimento do teto de gastos, o relatório anterior projetava R$ 4.521,9 bilhões extrapolando a regra fiscal. Porém, a melhoria das contas públicas melhorou a expectativa para uma folga de R$12.303,9 bilhões.

>> Veja a íntegra do relatório

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo