Carla Zambelli utiliza depoimento na PF para criticar Alexandre de Moraes

Em vídeo publicado nas redes sociais, a deputada federal Carla Zambelli (PSL) volta a criticar a atuação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, referindo-se às suas ações recentes como “arbritariedades”. Durante o depoimento, a parlamentar afirma ter sido questionada sobre possibilidade de participação em atos de destituição de ministros do STF, sobre sua relação com pessoas já presas ligadas a atos antidemocráticos e se possui vínculo ou se apoia atos antidemocráticos. Em resposta, afirmou jamais ter defendido que “algum cidadão ofendesse ou praticasse atos hostis contra ministros ou qualquer pessoa”.

Durante o depoimento, a deputada também foi questionada sobre sua publicação no Twitter criticando a decretação da prisão dos militantes bolsonaristas Wellington Macedo e Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, atualmente foragido. Zambelli justifica a posição contra o mandado de prisão dos dois ativistas com base em sua imunidade parlamentar. “Não quis ofender em nenhum momento, mas tenho todo o direito de emitir essas opiniões e não me omitir”, declarou.

A parlamentar também questionou sobre as condições em que estaria respondendo diante da Polícia Federal. “Disseram que não é como testemunha, então imagino eu que deva ser como investigada”, afirma. O depoimento foi feito por videoconferência, com a presença de advogado.

Ao comentar sobre o depoimento, a deputada lançou novas críticas ao ministro da Suprema Corte. “Qual será o limite para este tipo de abusos de autoridade contra cidadãos comuns e autoridades que representam milhares de brasileiros? (...) Alexandre [de Moraes], que era para ser o guardião da Constituição, tem dado qual tipo de exemplo aos operadores do Direito no país, como professores, alunos, advogados, policiais, juízes, desembargadores, promotores, etc? Eles também poderão agir, a partir do exemplo, ao arrepio da Lei?”, questiona nas redes sociais.

Zambelli pede também a libertação de Zé Trovão e Wellington Macedo, cujos mandados de prisão foram emitidos em função da possível organização de atos violentos previstos pelo 7 de setembro, bem como produção de conteúdo incitando violência contra autoridades do STF. A parlamentar chegou a confirmar sua presença nas manifestações previstas para a mesma data, reafirmando a convocação de manifestantes. “Neste 07 de setembro estaremos nas ruas e entoaremos em alto e bom som que 'houve mão mais poderosa', contudo, 'zombou deles o Brasil”, exclama.

Bolsonaro reforça convocação para ato do Sete de Setembro via redes sociais

Congresso esvazia pauta como forma de precaução por Sete de Setembro

Em novo vídeo, Zé Trovão sugere à PF que descumpra sua ordem de prisão

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo