Congresso em Foco

Bolsonaro chega em manifestação a cavalo [fotografo] reprodução/twitter [/fotografo]

Bolsonaro vai a ato sem máscara, critica isolamento e fala em fraude eleitoral

15.05.2021 13:41 35
Atualizado em 21.06.2021 10:34

35 respostas para “Bolsonaro vai a ato sem máscara, critica isolamento e fala em fraude eleitoral”

  1. Fabio Martins disse:

    Então Bozo & Esquadrão da Morte “autorizam” a dissolução do STF, mas apelam ao mesmo STF pra blindar seus capachos que ajudaram a matar quase meio milhão de brasileiros pela covid? Quem AINDA apoia essa desgraça, das duas, uma: ou é robô ou é TAPADO. No meio disso, sobram empresários sonegadores e adoradores do trabalho escravo, os mesmos que bancam as tais carreatas pra garantirem suas mamatas. O gado que vai no vácuo não serve nem pra alimentar os pitbulls do Vivendas da Barra hahahba

  2. Fabio Martins disse:

    A água suja já bateu na b*nda dele e de sua familícia e segue subindo até o pescoço, já já se afogam na própria sujeira que armaram…

  3. Chipmunk disse:

    Nessas horas, gostaria de entender os estrategistas eleitorais que, porventura, assessoram o Bozo.
    Qual a razão que leva os bozomínions a insistirem na sua estratégia de radicalizar o confronto, visto que isto só fez encolher a bolha de seguidores?
    23% o apoio que tem, ou seja, a bolha vai desinflando, visto que no primeiro ano de governo, o núcleo do bozonarismo era de em torno de 40% …… daí o índice caiu pra 30% desde quando seu conje paranaense resolveu se “divorciar”.
    “Ah, mas eles não acreditam nisso porque têm os tiozões do churrasco no zapzap ou as jovens pans e os Alexandres Garcias da vida pra falar o que querem ouvir”.
    Sério mesmo que acreditam nisso? Essa lorota não é só pra consumo externo?
    Acreditam mesmo que vão reeditar o resultado da última eleição?! Mas, só esquecem de um detalhe: é que agora, ao contrário de 2018, todos sabemos o que é a presidência de um sujeito que foi um obscuro deputado por 28 anos: quase ½ milhão de mortos por causa da gestão calamitosa da pandemia e a economia indo pro buraco. Repito: tudo isso era desconhecido em 2018.

  4. Marília de Souza disse:

    Que tristeza, nosso país chegar a este ponto. O fanatismo somente leva à desgraça. O povo brasileiro não comunga com esta falácia , porque ainda há pessoas pensantes neste país.

  5. Tim Tim disse:

    Demorou, mas a ficha caiu e está desesperado.
    Lamento, capitão. Agora é tarde. Você se tornou o maior cabo eleitoral do Lula.

  6. ari disse:

    Prefiro chamá-los de latifundiários, até porque ruralista tb sou, enquanto pequeno produtor rual. Sem dúvidas, são o segmento mais reacionário do país e só abandonariam Bolsonaro “se achassem alguém pior”, como li em alguma matéria hoje. O dano que provocam é tão grande que provavelmente seria mais negócio para o Brasil se importássemos soja. Veja-se, por exemplo, a nova legislação sobre licença ambiental aprovada na câmara. Apoiariam a escravidão, se fosse o caso. Com frequência, na caixa de comentários do blog Notícias Agrícolas, pode-se ver gente pedindo o fim da Justiça do Trabalho, a única a que o pobre ainda tinha acesso e hoje virtualmente extinta. E, para terminar, cito um deles, meu vizinho, que dizia, há algum tempo: “Não admito que tirem meu dinheiro para dar a esses vagabundos” (beneficiários do Bolsa Família)

    • Jorge Teixeira Carneiro disse:

      Vc nunca plantou nem bananeira.
      O agronegócio sustenta as exportações desse pais rural fazenda gigante.
      Foi com o dinheiro que esse setor arrecadou que o Lulladdrão tirou 40 milhões da miséria, pagando 190 reais de esmola bolsa família.

      • Diogenes o Cínico disse:

        Não, esse setor mama nas tetas do governo desde sempre, só olha a quantidade de plano Safra , plano rural, perdão de dívidas do setor, um setor esse que não empregada , não investi. E tira recursos que poderiam ir pra uma indústria nacionalista de tecnologia. Batemos recorde de produção de grãos e carne no meio da pandemia, o que esses patriotas fizeram ? Preferiram exporta . Com nossa economia dolarizada sojeiros ganhando muito,o governo pouco se importa com isso, com preço da gasolina, dos produtos de tecnologia, e até alimentícios . Nunca teremos soberania nacional enquanto formos dependente dessa oligarquia atrasada. Pro Brasil dá certo o poder desse setor tem que ser estraçalhado.

        • Jorge Teixeira Carneiro disse:

          Solução: Estatizar as propriedade, transformar todas em kibutz e botar os estudantes da cidade para plantar bananeiras…

  7. Ernesto Freire Pichler disse:

    A contagem manual pode ser melada. O bozofascista aprendeu isso com o Tramp e quer repetir aqui a tentativa de tumultuar para dar um golpe. O genocida é, também, um golpista.

    • ezequiel-sp disse:

      Vc esqueceu da Dilma ter virado em cima do Aécio aos 45 do segundo tempo? Por essas e outras que precisamos de credibilidade. É só conferir se o que está na urna eletrônica bate com o impresso. Quem defende a não mudança defende a falta de transparência

    • Jorge Teixeira Carneiro disse:

      Disso você entende mesmo.
      É ”especialista” em eleições na Venezuela e em Cuba.

      • Fabio Martins disse:

        Bolsonaro se espelha no Maduro, aliás…

      • Ernesto Freire Pichler disse:

        Conheço bem Cuba, pois morei lá. Pode ter certeza de que Cuba é mais democrática que os EUA (uma plutocracia). Lá você vota em conhecidos de seu lugar de trabalho ou moradia, sem partido. Os eleitos nessa votação formam o poder distrital, que elege entre, os eleitos, o nível superior da administração, assim até a direção nacional. O Partido Comunista não participa das eleições. Qualquer um pode se manifestar nas Assembleias do Poder Popular. Quanto à Venezuela, apenas visitei algumas vezes, dando para ver que o povo apoia Maduro e a revolução.

        • Jorge Teixeira Carneiro disse:

          É fui ver.
          É uma eleição indireta, tipo a americana.
          Vota-se em delegados, que por sua vez são indicados ou não.
          Genial realmente!

          • Ernesto Freire Pichler disse:

            É radicalmente diferente da eleição “americana’. Não tem a influência do poder econômico nem de partidos. Os eleitos indicam delegados ao nível superior, entre os eleitos.

          • ezequiel-sp disse:

            Não tem influência do poder econômico.wue poder econômico? Kkkkk

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via